A resposta brilhante é a sua natureza...

Em resposta a proposta de imersão cognitiva pelo colega Vinicius Soares do grupo Exponential AI, com a tradução do excelente artigo publicado por Joi Ito do MIT Lab, Resisting Reduction. Designing our Complex Future with Machines

Esse assunto a muito tempo ecoa neste pedaço do cognitivo... Entendemos as limitações do raciocínio científico por ter sua lógica iniciada a partir da criação de problemas...

Os efeitos de uma sociedade de cientistas, dialeticamente restritos entre as duas dimensões do pensamento, problema e solução, nos arrasta a um desdobramento dualístico e binário, que hoje toma a complexidade cabível após décadas de desenvolvimento.

Com a complexidade, a mente oposicionista identifica um novo problema, sem a auto percepção de sua capacidade criativa que o originou, ativa o processo bidimensional racionalista em 'concertar' a complexidade, pretensamente confundida como caos, por meios de uma nova epistemologia que analisa sistemas complexos em ordem de controla-los.

Neste contexto, após 20 anos de Design Thinking e 30 de programação neurolinguística (PNL) aplicado à processos criativos, fui levada a questionar tal racionalidade e migrar por uma jornada criativa, que levou a uma nova epistemologia. Uma que se baseia justamente no sistema mais harmonicamente simples e complexo, auto-regulatório e libertário, inclusivo e segmentado, tanto entrópico quanto sintrópico, a maior criação que temos conhecimento, a Natureza.

Nesses estudos, por 8 anos desenvolvendo nova teoria, a base do raciocínio fractal surgiu. Dando origem a  Ontofractologia

Inicialmente propondo à amplitude do cognitivo uma nova dimensão racional que permite pensar em 3D.

O que antes era plano agora é curvo.

 

Header-innovati.io 2.png

Tão facilmente como foram criados, problemas deixam de existir, somente propósito.

Na razão de sua esfera, operamos em segurança com liberdade. A evolução é continua e agora, o Design Thinking dá espaço para o Stack Design Thinking, a interconectividade de todas as ideias é visível, numa cadeia autônoma e descentralizada de gestão... E não para por aí…

Entendendo a verdadeira natureza do ser, a Ontofractologia propõe o evolucionismo em si mesmo, de forma sistemática, com critério e livre arbítrio.

A luta entre direito e dever dá razão à responsabilidade. E o sistema evolui sob o propósito maior.

Com estas características, tão logo o Future Design é possível. E uma nova dimensão se abre à mente. O pensamento tri agora é tetra. E o raciocínio pentadimensional é eminente.

Da visão temporal à atemporal, evoluímos rapidamente e a ponte entre razão e criativadade é criada. O ego encontra o insight e a harmonia se completa.

O sistema natural já era perfeito como quando criado. Não há dúvidas... A vida é bela...

Cris Lindner